Por Danielle Sommer e Rafaela Salomon

A pandemia do Coronavírus está modificando a rotina de todos. Além do reforço nos cuidados de higiene para a prevenção da doença, o cotidiano das famílias e das empresas foi modificado. Segundo a psicóloga do Hospital São Vicente, Rose Benedetti, a primeira orientação é tentar manter calma.

“Esse tipo de medida de isolamento pode levar as pessoas a se sentirem estressadas, com ansiedade, solidão, tédio, frustração, juntamente com o sentimento de medo. Procure manter-se ocupado e conectando-se com pessoas que você goste”, orienta Rose.

Mesmo em home office ou sem aulas, é importante criar uma rotina diária. Vale incluir atividades prazerosas, que nem sempre temos tempo de fazer pela correria da semana, como ler, assistir a filmes, jogar.

            Outra dica importante é não ficar o tempo todo lendo informações que nem sempre procedem. “Busque fontes confiáveis e determine um período para se atualizar, conversando sobre outros assuntos também, evitando assim o desgaste emocional”, diz a psicóloga.

            Apesar da situação ser complexa e trazer insegurança, principalmente pelo receio da perda de emprego ou falta de recursos, é importante ver esse período de isolamento social não apenas pelo lado negativo. “Ele pode representar um novo ritmo de vida, novas formas de contato e, principalmente, a possibilidade de convívio com a família que, às vezes pela rotina, fica prejudicada. É hora de reavaliar nossos valores, necessidades e prioridades. Ao invés de ganância e egoísmo, trabalharmos a compaixão”, complementa.