Falta de atividades aumentaram o índice de obesidade infanti

De acordo com o IBGE, uma a cada três crianças, com idade entre 5 e 9 anos, está acima do peso. E este índice tem crescido consideravelmente em 2020, pois a falta de atividades físicas que muitas crianças praticam nas escolas está fazendo falta.


Na ausência de atividades a saída é fazer a criança se mexer em casa. “No combate à obesidade infantil é importante que a família tenha uma alimentação saudável e balanceada, e estimule as atividades físicas dos filhos. Limitar o uso de jogos eletrônicos e celulares e procurar opções de lazer mais ativas e com mais movimento também são válidas”, afirma a professora de educação física da Secretaria de Educação do Distrito Federal, Isabelle Guirelli.


A alimentação exerce um papel importante na saúde das pessoas, principalmente durante o enfrentamento de uma pandemia. Mais do que nunca, é preciso estar atento a maneiras de estimular o consumo de alimentos adequados e saudáveis.


Também é importante manter em foco a prática de atividades físicas, por mais simples que sejam.



Então confira algumas dicas para lidar com as crianças durante a quarentena:


- Para garantir que não falte alimentos naturais e de qualidade, faça um bom planejamento. Assim, você vai otimizar o momento de saída para as compras e garantir que a quantidade adquirida dure mais tempo, evitando outras saídas de casa;


- Incentive a participação das crianças no planejamento e preparo das refeições. Assim, elas se sentem estimuladas a comer melhor. Além disso, a dinâmica colaborativa evita que um único membro fique sobrecarregado. Sem contar que é uma ótima maneira de estreitar os laços entre os membros da família;


- Resgate brincadeiras que podem ser feitas dentro de casa e na companhia de outros familiares, como jogos, esconde-esconde, dança, mímica e pular corda, entre outras;


- Mantenha os cuidados com a higiene. Estimule as crianças a lavarem as mãos com frequência e as oriente para não tocar os olhos, o nariz e a boca. Se precisar sair de casa, que seja sempre com máscara e respeitando a distância mínima de 2 metros entre as pessoas.


- Faça com que ela caminhe ao máximo. Caminhadas, em ritmo acelerado, ajudam a queimar calorias. Se tiver um local apropriado é ainda melhor.


De acordo com o educador físico, Glauco Foltran, os pais devem ser reeducados para conferir e acompanhar a alimentação da criança. Sempre incentivar e participar das atividades deve ser parte da conscientização do adulto e da criança.



Como saber se meu filho ou filha está com sobre peso?


O método mais simples é o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), dividindo-se o peso pelo quadrado da altura. Por exemplo, uma criança de 8 anos que tem 1,25 m e pesa 30 kg. Se fazer este cálculo (30 / 1,25² = 19,2), então esta está com peso normal. Caso a criança tenha 40 kg, ela estaria com IMC de 25,6 e estaria com sobrepeso. Veja a tabela abaixo:




Classificação IMC
Abaixo do peso Menor que 18,5
Peso normal 18,5 – 24,9
Sobrepeso 25 – 29,9
Obesidade Grau I 30 – 24,9
Obesidade Grau II 35 – 39,9
Obesidade Mórbida Maior que 40



Mas devemos levar em consideração que resultados entre crianças e adultos é diferenciado e a análise não pode ser igual para as duas faixas etárias, devido às características nos processos de crescimento e maturidade presentes durante o desenvolvimento infantil.